Ricardo Antão

Ricardo Antão Artista Yamaha

Ricardo Antão é um jovem solista, professor e Artista Yamaha. Professor na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE) e na Universidade de Aveiro, e também no Conservatório de Música da Jobra e na Academia de Música de Paços de Brandão, Ricardo é um dos principais nomes do instrumento em Portugal. É regularmente convidado como artista e pedagogo por todo o país, tendo igualmente participado como professor e solista no Festival SliderAsia, em Hong Kong, em 2017.

Com grande atividade a solo e em diversos agrupamentos, é membro fundador de diversos projectos, tais como: Ensemble Português de Tubas How Low Can You Go?, DualSim, Trítono, BlindDuo, Dual Soundway e NoMad Duo.

Um proponente de nova música, Ricardo já estreou obras de Daniel Moreira, Daniel Martinho, André M. Santos, Daniel Schvetz, Filipe Lopes, Bruno Ferreira, Alexandre Almeida, Bernardo Lima, Samuel Pascoal, Marco Alves, Matthew Murchison e Francisco Ribeiro.

Foi júri convidado do “XIV Concurso Internacional de Instrumentos de Sopro Terras de La Salette”, em Abril de 2019, onde também se apresentou a solo, realizando a estreia nacional do Concerto para eufónio de Patrick Schulz. Em Dezembro de 2019 realizou a estreia nacional da obra “Euphontastic”, de Carlos Pellicer, com a Banda Sinfónica da Armab. Em Janeiro de 2020 estreou, juntamente com Gabriel Antão e a Orquestra Filarmonia das Beiras, a obra “Antão… e quê?”, de Alexandre Almeida.

Toca frequentemente com Orquestras e Ensembles, tais como Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, Tonkünstler Orchestra, Orquestra Gulbenkian, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orchestre Philharmonique de Nice, 21st Century Orchestra, Orquestra Filarmonia das Beiras, Orquestra Filarmónica Portuguesa, Banda Sinfónica Portuguesa, Camerata Nov’Arte, Mr. SC and the Wild Bones Gang e Big Band Estarrejazz.

Iniciou os seus estudos musicais na Banda Visconde de Salreu, ingressando mais tarde no Conservatório de Música de Aveiro Calouste Gulbenkian. Após obter a licenciatura com distinção na ESMAE, prosseguiu os seus estudos na Universidade de Artes de Berna, na classe de Thomas Rüedi, onde concluiu o mestrado em Performance Musical. Obteve ainda um Mestrado em Interpretação em Trombone na ESMAE, e um Mestrado em Ensino de Música na Universidade de Aveiro. É também Doutor em Música e Musicologia, especialização em Interpretação, pela Universidade de Évora.

Ricardo Antão utiliza

Bombardino Yamaha YEP-842TS
Trombone Yamaha YSL-882G
Silent Brass para Bombardino Yamaha SB-2X
Processador / Pedaleira Line 6 JM4

Siga-nos nas nossas redes sociais