2as Maiores – à conversa com Budda Guedes

Yamaha: Como foi o teu primeiro contacto com a música?
Budda Guedes: Através da música que o meu pai ouvia no carro, sobretudo. A primeira memória de guitarra deverá ter sido o Mark Knofler o tema Brothers In Arms.

Yamaha: Quais são as tuas maiores influências na música?
Budda Guedes: São muitas e muito variadas: Red Hot chilli Peppers, Nirvana, Jimi Hendrix, Tom Jobim, Caetano Veloso, Led Zeppelin.

Yamaha: Que importância tem a música na tua vida?
Budda Guedes: Talvez a pergunta devesse ser feita ao contrário. Que importância tem a vida na minha música (eh eh !!). A música é quem eu sou. Define-me como ser.

Yamaha: Fala-nos um pouco dos teus projetos atuais?
Budda Guedes: Sempre tive vários projetos onde posso explorar as minhas várias influências. Budda Power Blues é o meu power trio que explora a vertente mais Blues e que celebrará 20 anos de existência em 2024. Nesta banda temos ainda Budda Power Blues Collective, onde estendemos a formação a sexteto (Saxofone, Trompete e harmónica) e temos dois discos de Blues Experience com a cantora Maria João. Tenho também o Trio Pagú, fundado em 2004, onde exploro as minhas influências Bossa Nova MPB, juntamente com Alex Liberalli (Voz) e Nico Guedes (percussão) juntamente com o João cabeleira (Xutos e Pontapés) faço um espetáculo À volta das minhas músicas numa versão intimista com duas guitarras e a minha voz. Sou Diretor Artístico do Festival Internacional Nova Arcada Braga Blues. Sou produtor musical e dono de estúdio, onde gravo e produzo inúmeras bandas nacionais e internacionais.
Dou aulas de guitarra para todo o mundo via skype. Tenho um canal de Youtube com o meu nome dedicado à guitarra, onde exploro profundamente tudo o que se relaciona com guitarra.

Yamaha: Podes falar-nos um pouco sobre o material que estás a usar e porque escolheste Line 6?
Budda Guedes: Há muito tempo que uso Line 6 e adoro a funcionalidade e o som da marca. Comecei com a M13 e depois adquiri a M9 e a M5, para situações mais pontuais. Neste momento tenho duas M5 em uso. Recentemente comprei a HX Effects, por ser uma máquina muito semelhante à série M mas com muito mais capacidades não só de programação, mas também sónicas. A HX Effects é agora a única coisa que uso quando faço concertos que impliquem deslocar-me de avião. É supercompacta e permite-me ter presets específicos por música, sem grandes compromissos.
Uso também em estúdio a coluna Yamaha DRX-10mkII para monição, porque gosto de gravar as bandas sem auscultadores, num contexto mais live. Mas também uso muito para fazer reamp e captar salas. Ou seja, muitas vezes envio o som de uma bateria ou de peças específicas para a coluna, que coloco numa sala com um reverb que pretendo e gravo a sala a interagir com a fonte sonora, criando assim reverbs únicos. Pela sua característica neutra e pela portabilidade a DRX-10mkII é incrível. Posso ir a uma igreja, parque de estacionamento, caixa de escadas, teatro etc. e usar a coluna para reproduzir uma fonte sonora, permitindo-me depois gravar o reverb desse mesmo espaço.

Yamaha: Alguma mensagem final para os jovens músicos?
Budda Guedes: Para os jovens músicos não há mensagens finais, mas sim mensagens iniciais. Dedicação e perseverança são os melhores amigos de qualquer profissão e o músico não é exceção. Estudar o seu instrumento, ser brioso em tudo o que diz respeito à nossa profissão é essencial, para progredir. Nunca esquecer que tocar deve ser divertido e prazeroso. Só assim se progride e reinventa.

#2asMaiores

Budda Guedes utiliza

Guitarra elétrica Line 6 JTV59
Pedaleira Line 6 M5
Pedaleira Line 6 M9
Pedaleira Line 6 M13
Pedaleira Line 6 HX Effects
Pedaleira Line 6 DL4
Combo de baixo Ampeg BA115
Colunas amplificadas Yamaha DXR10
Mesa de mistura Yamaha 100II
Piano acústico vertical Yamaha U3

Siga-nos nas nossas redes sociais