Chris Minh Doky

Biography

Chris Minh Doky

Obteve vários prémios em concursos de piano clássico locais. Por um capricho do destino, escolheu o baixo-elétrico quando frequentava o ensino secundário. Depois de se tornar um baixista muito requisitado nos clubes de jazz da Europa, quando tinha 18 anos saiu de casa, rumo a Nova Iorque, determinado, antes de mais, a explorar a tradição do jazz. Em Nova Iorque, começou a trabalhar nos estúdios e a tocar nos clubes de Manhattan. Muito solicitado, deu por si a tocar com alguns dos grandes músicos que ouvia quando era jovem, incluindo David Sanborn, Michele Camilo, Trilok Gurtu, e Bireli Lagrene. Em 1994, Doky uniu forças com o seu irmão mais velho, o pianista Niels Lan Doky, formando os Doky Brothers. Contratado pela Blue Note, o grupo fez duas gravações de sucesso, que trouxeram mais público para o jazz na sua Dinamarca natal. Depois do segundo álbum dos Doky Brothers, Doky editou “Minh”, na Blue Note, em 1998, o seu primeiro álbum a solo em oito anos. A aclamação generalizada que obteve tanto da crítica como do público, guindou a sua carreira a solo internacional a um novo nível.

Doky percorreu continuamente o globo, com grande sucesso, atuando e gravando como artista principal e com muitos artistas mundiais de topo, incluindo Al Jarreau, Michael e Randy Brecker, John Scofield, Toots Thielemanns, Diane Reeves, Kenny Garrett, Jack DeJohnette, Ryuichi Sakamoto, e muitos outros. A relação entre a Yamaha e Chris Minh Doky começou em 2000, quando a Yamaha solicitou uma sessão experimental com o Yamaha SLB100 Silent Bass. Em 2003, Doky teve a oportunidade de experimentar o protótipo do SLB200, que o deixou entusiasmado. Em seguida, começou a participar ativamente no desenvolvimento de instrumentos Yamaha. Desde então, a Yamaha adotou muitos dos seus valiosos contributos para as especificações finais do modelo. Doky selecionou e toca um SLB200 como seu principal instrumento.

Produtos Relacionados