Quarteto De Saxofones Do Porto

Informações sobre o artista

QuartetoDe Saxofones

O SAXOFONE tornou-se um instrumento extremamente popular, indispensável em qualquer conjunto jazístico e revelou-se indubitavelmente um dos instrumentos de sopro mais facilmente reconhecíveis, devido ao equilíbrio resultante das suas componentes tímbricas próximas mas distintas, como acontece no quarteto de cordas. Torna-se portanto apetecível diversificar o seu repertório, consoante os espaços físicos e o tipo de público, sem risco de que este instrumento múltiplo perca a sua personalidade ímpar.

Biografia

O QUARTETO DE SAXOFONES DO PORTO tem em vista desenvolver um vasto repertório já existente na literatura musical do Saxofone que vai desde transcrições de música erudita até à música do próximo século, passando pelo ligeiro, contemporâneo e até mesmo pelo jazz.

Na apresentação deste projecto, o QSP não quer deixar de evidenciar a razão da sua criação. Sendo o Saxofone o instrumento de sopro mais jovem (criado em 1840 por Adolphe Sax), muitas foram as dificuldades para que este instrumento se pudesse impor no panorama musical, essencialmente nas Escolas onde aí tudo começa.

Com efeito, só em 1988, sob a orientação do Prof. Francisco Ferreira, é que foi criada exclusivamente a classe de Saxofone no Conservatório de Música do Porto.

De entre o trabalho desenvolvido nesta região, em prol de todos os interessados a nível nacional e não só, destaquem-se a realização de vários Master Class (cursos de aperfeiçoamento) com alguns dos mais reputados e prestigiados Mestres do Saxofone do mundo, tais como Daniel Deffayet (Prof. Honorário do Conservatório Nacional Superior de Música de Paris), Claude Delangle (Prof. do Conservatório Nacional Superior de Música de Paris), Quarteto de Saxofones Jean-Yves Fourmeau, Arno Bornkamp, etc., inúmeros concertos, participações e prémios em diversos concursos nacionais e internacionais (Prémio Jovens Músicos, Concurso da Juventude Musical Portuguesa, Concurso Ouvir e Falar, Concurso de Saxofones de Castelo de Paiva, Concours Léopold-Bellan-Paris, II Concours Internacional Adolphe Sax - Dinant, Bélgica, etc.), a Orquestra Portuguesa de Saxofones, isto é, um sem número de eventos que fizeram com que a arte de tocar e interpretar Saxofone em Portugal despertasse num ápice.

Depois de Francisco Ferreira ter concluído os seus estudos superiores de Saxofone no Conservatório de Música de Limoges em França entre 1990 e 1992 na classe de René Decouais, mais tarde, em 2001, prosseguiram superiormente também os seus estudos em Paris Gilberto Bernardes e Hugo Marinheiro com os professores do Quarteto de Saxofones Jean-Yves Fourmeau, uma das classes de Saxofone mundialmente mais conceituada.

Neste sentido, e para dar continuidade à evolução desta classe, é que surge o QSP por iniciativa de Francisco Ferreira, acompanhado por três dos seus mais brilhantes discípulos - Gilberto Bernardes, Carlos Ramalho e Hugo Marinheiro, o qual, como já foi referido se quer manter em contacto na primeira linha de tudo aquilo que rodeia o Saxofone no mundo inteiro.

Teve a sua apresentação oficial em Março de 2000 na Fundação Eng. António de Almeida, no Porto, apadrinhada pelo Maestro José Atalaya com quem trabalha regularmente.

O QSP conta actualmente com mais de uma centena de concertos efectuados de norte a sul do país, com particular destaque para as actuações realizadas na Fundação Engº António de Almeida (Porto), Teatro do Campo Alegre, Slão Árabe do Palácio da Bolsa, Europarque (Santa Maria da Feira), Sober – Espanha, concertos com a participação dos Maestros José Atalaya e António Vitorino de Almeida, concertos de boas vindas para o Presidente da República Dr. Jorge Sampaio, gravações para a RTP, participações no Festival internacional de Saxofone de Palmela 2005 e I Jornadas do Saxofone Porto 2005, interpretando obras de diversos géneros musicais, tendo recebido até ao momento as melhores críticas por parte do público.

Em Janeiro de 2004, o QSP foi convidado a participar no 35º aniversário da Fundação Eng. António de Almeida.

Recentemente, o compositor Fernando Lapa dedicou uma obra ao QSP.

O QSP abriu recentemente a programação o Festival Internacional de Música 2007 do Palácio da Bolsa no Porto.

O QSP é composto por:

Gilberto Bernardes – Saxofone Soprano (YSS875EX)

Francisco Ferreira – Saxofone Alto (YAS875EX)

Carlos Ramalho – Saxofone Tenor (YTS875EX)

Hugo Marinheiro – Saxofone Barítono (YBS62)

Produtos relacionados

YBS-62

YBS-62

Professional Series Baritone Saxophone, Finish: Gold lacquer

Voltar ao inicio